Fernanda Porto
 
 
 
  Sem interferências
IstoÉ Gente - São Paulo/SP

Por email - Fernanda Porto
Jornal do Brasil - Rio de Janeiro/RJ

Mulheres que cantam a cidade
A Tarde - Salvador/BA

A batida de Fernanda
Quem Acontece - São Paulo/SP

De volta às mesmas batidas
Gazeta do Povo - Curitiba/PR

Fernanda Porto lança seu quarto disco Auto-retrato
Portal UAI / Estado de Minas

Fernanda Porto fala sobre "Auto.Retrato", seu terceiro álbum de estúdio
Virgula

Fernanda Porto em produção própria
Estado de Minas - Belo Horizonte/MG

 
 
 
 
 
 
 

Fernanda Porto fala sobre "Auto.Retrato", seu terceiro álbum de estúdio
Virgula: 08.06.09
Luiz Filipe Tavares

A cantora Fernanda Porto fez muito barulho no universo da MPB com seu álbum auto-intitulado lançado em 2002, quando sua fusão de samba com drum 'n bass ganhou rapidamente as rádios e o gosto do público.

Sete anos depois, a moça que virou musa do drum 'n bass mostra seus dotes de produtora no seu recém-lançado Auto.Retrato, gravado em seu próprio estúdio. No disco, a cantora toca quase todos os instrumentos e ainda faz as programações eletrônicas.

"Bom... A vantagem de gravar praticamente sozinha é que dá pra fazer várias e várias vezes", ri Fernanda. "Dá pra trabalhar com mais calma, especialmente nas músicas mais pessoais. Às vezes, é difícil dividir com outras pessoas como você quer que uma música soe. Gravar sozinha tem suas vantagens."

Na contramão de Giramundo, álbum de 2004 que virou DVD dois anos depois, a compositora fez questão de mostrar sua intimidade com diferentes estilos da música eletrônica, amarrando seu samba em nu-jazz (Tanto Tempo Faz), breakbeat ( Agora é Minha Vez e Vem Morar Comigo), progressive house (Cidade Sem Fim) e até no elegante samba-jazz de Roda de Samba.

"O álbum é exatamente o que o nome sugere. O disco é um reflexo das minhas vontades e das minhas impressões. No Giramundo, queria me unir aos músicos que me acompanharam em turnê. Agora optei por um processo diferente de gravação", completou.

As letras de Auto.Retrato são o ponto alto do disco e mostram a entrega da compositora à sua obra, mais pessoal do que nunca. Um fato que com certeza ajudou nesse processo foi a direção artística de Christianne Neves, parceira de longa data da Fernanda.

"Nós já trabalhamos juntas há mais de quatro anos. Ela foi a responsável pela direção do meu DVD e achamos natural continuarmos trabalhando lado-a-lado", explica a cantora. "Ela é uma ótima profissional e não poderia me acompanhar melhor."

Concurso

Ao mesmo tempo em que lança Auto.Retrato, a cantora coloca no ar um CD digital com remixes de suas novas faixas feitos por DJs/produtores como Patife, Ramilson Maia, Mad Zoo, Drumagick, XRSLand , Dinho Mk3 e Red Skyn.

Para completar a temporada de lançamentos, Fernanda vai iniciar um concurso de remixes para uma faixa (ainda não decidida) do seu mais novo disco. A música em questão terá sua faixas abertas para que produtores cadastrados possam fazer seu trabalho. Mais informações estarão disponíveis em breve no site oficial da cantora.